Deixa eu imaginar

Gosto de te observar de longe, de perto, de escutar a sua voz, de olhar diretamente em seus olhos e imaginar várias possibilidades. De imaginar que guarda um sentimento a mais por mim, de acreditar que você vai me dizer algo a qualquer momento.

Não sei explicar o que sinto por você, talvez seja uma simples atração física, emocional, carência ou coisa semelhante. Mas quando me aproximo de você sinto uma espécie de frio na barriga, um estranho receio de parecer “estranha” ou ser inconveniente. É difícil expressar em palavras coisas que a gente sente, só sei que é bom sentir.

Como nada é perfeito em alguns instantes o encanto se quebra, por causa de algumas atitudes e palavras, aí acabo achando você um “ogro”. Mas com o tempo vi que você é do bem, só é marrento mesmo e gosta de irritar as pessoas. Provavelmente nem sabe que me irrita, ou talvez saiba. Até porque não sei disfarçar certas emoções.

Talvez eu esteja divagando sobre algo que não existe e não há possibilidade de existir, mas me sinto bem imaginando o que poderia ser,o que não pode ser e o que tem que ser. Seja o que for estou pronta. No momento estou curtindo o seu jeito de ser, suas manias e sua companhia, mesmo não sendo da maneira que imagino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s