Escolha do curso: Dinheiro X Felicidade

Desde crianças pensamos em qual profissão seguir, seja um médico(a), um advogado(a), um professor(a). Logicamente nesse período não temos tanta noção assim, mas muitas vezes a intuição e desejo de criança pode se tornar realidade no futuro.

Quando era criança, já pensei em tantas profissões, já disse que queria ser médica, policial, jornalista, advogada e até professora rs. Mas nunca decidi qual delas seguir.

Sempre fui uma pessoa muito indecisa, em todos os sentidos. Talvez eu seja a pessoa mais indecisa do mundo. Em relação a escolha do curso não foi diferente. Fiquei muito indecisa.

Depois de muitas dúvidas e de muito cogitar, acabei escolhendo um curso. Qual? Ciências Contábeis. Acho que eu fiz essa escolha influenciada pelo meu antigo trabalho, trabalhava como assistente administrativo em uma multinacional, emitia notas fiscais, mexia com números. E também por influência dos meus colegas de trabalho que me apoiaram bastante. Sem contar que eu estava gostando demais da minha função dentro da empresa.

Só que Ciências Contábeis vai muito além de notas fiscais e de números. Abrange várias outras coisas. Por conta disso, eu fiz somente dois semestres. Não era o que eu realmente queria.

O curso é ótimo, a área da contabilidade oferece muitas oportunidades, o retorno financeiro é bom, porém para seguir você deve amar o que faz.

teacher-1280966_960_720

Não adianta você escolher um curso por questões financeiras. Tudo bem, você pode até chegar a terminar, se formar, trabalhar na área e ganhar super bem. Mas você não vai ser verdadeiramente feliz na sua profissão. E quando estiver mais velho, vai se arrepender amargamente de não ter escolhido o que realmente queria fazer.

Sempre gostei de lidar com crianças, quando tinha uns doze anos de idade amava brincar de escolinha com os meus irmãos e tinha imenso prazer em ajudá-los de verdade.

Aos dezessete anos de idade cogitava em ser professora. Mas devido a classe ser muito desvalorizada, mal remunerada, acabei deixando esse desejo de lado. Bobeira da minha parte.

Hoje em dia vejo que não vale a pena enxergar só o lado financeiro da profissão. Temos que enxergar a nossa felicidade no exercício da mesma.

Por isso faça aquilo que realmente goste!

“Escolha um trabalho que você ama e você nunca terá que trabalhar um dia sequer na vida” Confúcio, filósofo

 

 

Anúncios

4 comentários em “Escolha do curso: Dinheiro X Felicidade

  1. Ah, a escolha da profissão! Como isso é complicado para uns, não? Para mim, é difícil ver alguém passando pelos mesmos dilemas que eu e acreditar que o meu não é o pior caso de todos, rs. Eu continuo indecisa, mesmo cursando o segundo período de pedagogia. Já com 21 anos, decidi que vou terminar esse na base do CQC (custe o que custar, kkkkkkkk). Já estou ficando velha, rs, e não quero ficar mudando de curso. Preciso me formar loogooo!!

    Boa sorte, e um grande beijo!

    Curtido por 1 pessoa

    1. É uma situação difícil mesmo. Mas a questão não é mudar de curso, a questão é fazer o que você realmente gosta. Dúvidas são normais no decorrer do curso. Mas se estiver indecisa ao extremo, aconselho repensar sobre o curso rs. Se você se acha velha com 21 anos, imagina eu que estou com 24 e ainda não comecei o curso por conta de emprego rs.
      Mas não vou ligar para a idade. Se não fico louca rs. Vou focar nos meus objetivos. Nunca é tarde para ter uma formação superior.
      Boa sorte! Beijos!♡

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s